Register Now

Login

Lost Password

Lost your password? Please enter your email address. You will receive a link and will create a new password via email.

Login

Register Now

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.Morbi adipiscing gravdio, sit amet suscipit risus ultrices eu.Fusce viverra neque at purus laoreet consequa.Vivamus vulputate posuere nisl quis consequat.

Fraude MonaVie: Golpe ou Piramide MLM?

Fraude MonaVie: Golpe ou Piramide MLM?

O que é MonaVie?

MonaVie é uma empresa americana vendendo produtos baseados em frutas e concentrados de sucos, shakes e purês a traves de um modelo de negocio de marketing multinível MLM.

MonaVie tem sido sujeito de diversas controvérsias, notavelmente:

– reivindicações duvidosas sobre as propriedades saudáveis dos seus produtos não confirmadas cientificamente nem aprovadas pelas autoridades reguladoras. ([1];[2];[3];[4];[5];[6])

– seu CEO, Dallin Larsen, já foi previamente envolvido em falsas reivindicações de saúde com outras bebidas. ([1];[2];[3];[4])

– o modelo de negócio se assimila a um esquema piramidal. ([1];[2];[3])

– poucos dos seus distribuidores fazem realmente uma renda proveitosa. ([1];[2];[3];[4]😉

Visão Global de MonaVie

O primeiro dos produtos Monavie foi o suco MonaVie lançado em Janeiro de 2005 pela companhia MLM Monarch Health Sciences, fundada no 2003 e propriedade de Dallin Larsen.

Esse produto faturaria 1 bilhão de dólares em apenas 3 anos e como resultado MonaVie foi ranqueada na posição 18 pelo magazine Inc. na classificação de empresas privadas com maior crescimento, baseando-se nos resultados entre 2005-2008. Porém, sendo estabelecida como companhia privada, MonaVie não é obrigada a publicar seus dados financeiros, fazendo que estas reivindicações sejam difícil de constatar.

Analise Produtos MonaVie

Uma pesquisa realizada pelos laboratórios Cromadex concluíram que MonaVie continha leveis baixos do antioxidante Vitamina C e de fitoquímicos como antocianinos e fenólicos [1].

A pesar da promoção de MonaVie acerca do seu suco tendo antioxidantes polifenóis procedentes do açaí e outras frutas, não ha evidencia fisiológica que polifenol nenhum produza tais efeitos no corpo humano [1].

Do outro lado, uma pesquisa indicou que embora os polifenóis são bons antioxidantes in vitro, os efeitos antioxidantes in vivo são provavelmente ausentes [1]; [2].

Tão como é interpretado pela FDA americana, pelo Linus Pauling Institute e pela European Food Safety Authority, os polifenóis dietéticos tem pouco valor antioxidante direto após digestão [1];[2];[3];[4].

Segundo essa teoria, muitos polifenóis não seriam absorvidos após a digestão e o que é absorvido, é metabolizado e rapidamente excretado [1].

Interações e efeitos adversos MonaVie

Um informe sobre um caso clinico mostrou a associação entre a ingesta de MonaVie durante a gravidez e o encerramento pré-natal do canal arterial, resultando em disfunção e hipertrofia cardíaca (hipertensão pulmonar) ao nascer. Monavie Active pode causar flutuações na coagulação do sangue (tempo de protombina) em paciente tratados com varfarina ou outros anticoagulantes com coumadin; evitar esta combinação tem sido portanto recomendada ([1]).

Valor nutricional MonaVie

O físico Andrew Weil e o nutricionista Jonny Bowden reivindicaram que os benefícios nutricionais e de saúde de MonaVie não são provados e que o preço é desorbitado em relação a outros produtos muito mais efetivos ([1];[2];).

De acordo com Men’s Journal, um analisse nutricional mostrou que o suco MonaVie Active testou extremamente baixo em antocianinas e fenólicos. Também o nível de Vitamina C seria até 5 vezes menor do que um suco de uva convencional, também considerado pobre nutritivamente ([1]).

Ralph Carson, o desenvolvedor original do suco MonaVie e diretivo cientifico chefe da companhia avisou que o suco era “agua cara com sabores” e adicionou “se você me perguntasse quanto açaí tem no produto, eu não sei” ([1]).

Publicidade enganosa sobre benefícios para saúde

Diversos distribuidores da MonaVie tem reivindicado efeitos absurdos do produto e, consequentemente, tem sido denunciados em diversos médios americanos ([1];[2];[3];[4];). Relevante o caso onde se chegou a defender que o suco MonaVie curava o cancro ([1];).

Ante a multidão de demandas sobre as ações improprias dos distribuidores MonaVie, Dallin Larsen quis se desentender falando sobre a incapacidade da companhia de controlar seus colaboradores: “É quase impossível, é como pastorear gatos” ([1]).

Porem, o próprio Larsen já teve um passado de duvidosa trajetória pois foi obrigado a fechar portas de uma empresa anterior similar a MonaVie por praticas de negócios ilegais ([1];[2]). Foi no 2001 sendo vicepresidente da Dynamic Essentials quando colocou no mercado um suco de frutas chamado de Royal Tongan Limu, o qual era apresentado como adequado para tratar várias doenças como cancro, artrite e trastorno de déficit de atenção. Foi sinalada como violação da lei federal pela FDA ([3]).

Alegações de esquema piramidal

Já havendo sido denunciado pela revista Forbes ([1]) como “pirâmide sobre pirâmide” em relação a parceria MonaVie com a TEAM, também o site pyramidschemealert.org quis denunciar o sistema piramidal ([2]) de distribuição de renda da empresa, segundo estatísticas publicadas pela própria MonaVie no período 2007-2008, onde:

– O 1 % do topo (0.77 % ou 1 de cada 130) recebe 65 % de todas as comissões pagadas.
– O rendimento médio da escala inferior representada por um 99 % dos distribuidores MonaVie é de $3.75 por semana.
– A categoria inferior de 91 % de toda a força de venda da empresa recebe pagamento nenhum.
– Do 9 % que recebe um cheque de comissão (Ativos), o 99% dele ganham uma média de 59 $ por semana.

Na Justiça

A companhia, seus diretivos e vários dos distribuidores seniors tem sido envolvidos em 5 ações judiciais entre 2007 e 2009 ([1];[2];[3];[4];[5];[6];[7];[8];[9];[10]).

As ações iniciadas por MonaVie contra Frutology e Amazon Thunder foram recusadas. Por outro lado, em 2008 foi demandada por Imagenetix por $2.75 bilhões por violação de marca registrada referente a Celadrin e que seria retirada trás chegar a um acordo de negócios que não foi desvelado.

Como caso relevante foi a demanda feita pela conhecida apresentadora Oprah Winfrey e seu colaborador celebre Dr. Mehmet Oz contra mais de 40 empresas, incluída MonaVie, por ter associado o nome deles indevidamente para promover as vendas dos seus produtos ([1]).

Outros problemas com a justiça podem ser encontrados nos seguintes links [1];[2];[3].

About Vicente

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>